melhoresamigos.com.br

Information

This article was written on 19 nov 2007, and is filled under Brinquedos, Cachorros, Darwin, Produtos, Sagan.

Os brinquedos de cachorro

Desde o dia em que o Darwin chegou aqui em casa, começou a minha busca pelos brinquedos perfeitos, capazes de desenvolver a inteligência do meu amigão, distai-lo, limpar seus dentes e evitar que ele quebrasse alguma coisa aqui em casa.

É muita coisa pra um brinquedo resolver, né?

Logo de cara, em viagens de trabalho, comecei a comprar brinquedos malucos. O que eu mais adoro é o Orka, da Petstages. Os produtos da Petstage são embalados de forma que lembram aqueles brinquedos de bebê.

O Orka pode ser jogado para seu cachorro e vai quicar de forma completamente imprevisível. O argumento dos caras é de que, por ser assim, estimula a inteligência e coordenação motoroa do bichinho.

Mas minha recomendação é de é preciso tomar cuidado com os locais nos quais você vai brincar com seu cão. Uma vez, eu fiquei empolgado lá na praça, joguei a Orka pro Darwin e, apavorado, vi o brinquedo ir muito mais longe do que eu esperava. Quase foi parar na rua.

Meu outro brinquedo predileto é o Kong. É uma espécie de pêra de borracha super-resistente dentro da qual você pode colocar um petisco. Os caras criaram em todas as versões, para todos os tamanhos de cachorro. Tem o azul para filhotes, o vermelho para cachorros normais e o preto para aqueles que são realmente destruidores.

Melhor ainda, eles criaram outros produtos com a borracha Kong, como uma bola vazada que virou mania pro Darwin. Eu coloco um petisco dentro e ele fica tentando tirar pra comer. Da Kong existe também um frisbee de borracha que é muito bom. O problema dos frisbees convencionais é que o material se quebra facilmente e o cachorro pode engolir uma lasca de plástico. O de borracha é mais resistente e seguro.

O último brinquedo que eu comprei pro Darwin foi um Dogzilla. É um mordedor de borracha cheio de pequenas formas e sulcos que, segundo seus fabricantes, estimulam os sentidos do cachorro. Se é verdade eu não sei, mas o Darwin adorou o brinquedo e está sempre com ele na boca. Sinal de que alguma coisa certa os caras fizeram. De qualquer modo, é preciso ficar atento a esses brinquedos. Não tem graça seu cachorro destruir o brinquedo e engolir partes dele. Pode fazer mal ao bicho. Pense em seu cachorro como uma eterna criança de menos de três anos. Ele sempre terá o impulso de engolir tudo que lhe aparecer pela frente. Uma vez, o Darwin tentou engolir o braço de um boneco que encontrou. Felizmente, ele engasgou e vomitou imediatamente. Se tivesse conseguido engolir, a história poderia ter tomado um rumo trágico.

Ah, sim. Bolinhas. O Darwin tem várias de tênis, de borracha e de todos os materiais possíveis e ainda ganhou mais algumas no aniversário. Mas essa bola definitivamente deixou ele maluquinho. É que, quando ela quica, faz barulhos e emite luzes. Ele pega com a boca e joga pro alto só pra ver ela “reagir”. É o máximo. Quero dizer… É divertido, mas eu escondo quando estou vendo TV, porque ele simplesmente faz a maior algazarra com ela e só pára quando ela cai embaixo de algum móvel. Nesse momento, ele não pede ajuda. Fica tentando tirar a bolinha dali. É bem, diferente do Sagan, que imediatamente vem até a gente e late pedindo uma resolução.

O apetrecho mais legal que eu comprei pra brincar de bolinha com ele foi o Chuckit, uma haste que permite que você lance a bolinha bem longe e a pegue sem sujar as mãos. O problema desse brinquedo é que o Darwin nunca me deixa pegar a bola. Ele fica disputando com a haste, eheheheh.

chuckit-lg.jpg

Mas o que ele gosta mesmo é dos “ossinhos” de couro. Aqueles que ele destrói em 1o minutos e que custam R$ 7. Acaba sendo muito mais caro do que os brinquedos espaciais que eu adoro comprar pra ele.

Be Sociable, Share!